A poluição causada pelo plástico tem sido alvo de muitas ações em diversos países. O plástico gera impactos em todas as fases da sua cadeia produtiva, mas o maior deles é no pós-consumo. Além de ser difícil de ser compactado, gerando um grande volume de lixo, sua decomposição pode levar até 400 anos no meio ambiente.

Grande parte das ações internacionais são contra os plásticos descartáveis, ou “de um uso só”, como canudos, sacolas, talheres e copos de água e café.Nesses casos, a proibição desses itens tem sido a solução para diminuir o impacto ambiental desse material. Vários países já baniram o uso de sacolas plásticas, como China, França, Ruanda, Itália, entre outros.Bangladesh foi o primeiro país a tomar essa iniciativa, em 2002, depois que sacolas plásticas obstruíram bueiros nas áreas urbanas, numa enchente devastadora no país.No Brasil, tramita no Senado uma matéria que prevê a retirada gradual do plástico da composição de pratos, copos, bandejas e talheres descartáveis. Em dez anos, o plástico deverá ser substituído por materiais biodegradáveis.

Outro alvo de ações envolve as microesferas plásticas que compõem cosméticos como sabonetes, cremes hidratantes, pastas de dente, esmaltes e outros produtos. A Holanda foi o primeiro país a proibir o uso dessas substâncias em cosméticos, em 2014. Reino Unido e Nova Zelândia já baniram as microesferas plásticas também.

Os oceanos são os que mais sentem a poluição causada pelo plástico. Já é tanto plástico nas águas dos mares que, se continuar assim, estima-se que haverá mais plásticos do que peixes nos oceanos, em 2050, segundo um estudo da Ellen MacArthur Foundation.Como não são biodegradáveis, os plásticos e as microesferas são ingeridas por animais marinhos e adentram a cadeia alimentar, sendo consumidas por muitos de nós, através dos peixes e outros animais marinhos, podendo causar riscos à saúde humana. Ou seja, estamos comendo plástico também.

Ao escolher não utilizar produtos de plástico, quando possível, o consumidor consciente está contribuindo para o bem-estar do meio ambiente e, consequentemente, de toda humanidade. Se vai usar o produto feito de plástico uma única vez, prefira outras opções.Se vai utilizar a sacola plástica somente para transportar o produto comprado da loja ou mercado para casa, prefira levar sua sacola reutilizável. Se vai usar o copo descartável para beber água uma vez, prefira um copo reutilizável. E assim por diante. Certas atitudes podem ser tomadas, independentes da omissão do poder público ou adequação do mercado. E devem ser tomadas. (Foto: http://www.abc.net.au/news/2017-09-19/a-seahorse-grabs-on-to-a-cottonbud/8960384)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *